Jornalista, Empreendedora, Consultora de Moda, Workaholic. Aquela dos 30 e poucos. Libriana, Shopaholic, camaleoa, "marketeira". Apaixonada por moda, cultura e qualidade de vida!

18 janeiro 2011

Fashion o que??

Foto: Reprodução
O que se tornou o Fashion Rio?

A semana de moda carioca foi um tanto desmotivante... Não sei se por conta dos desfiles sem graça, na grande maioria, ou pelas tragédias sofridas na Região Serrana. Onde eu moro por sinal.
O que vimos foi um festival de tons negros sem criatividade, contrapondo com multicoloridos desfocados. Achava que estava um tanto crítica de mais com os Designers da semana de moda carioca, mas li um post da Lílian Pacce, que por sinal é a minha referência profissional, enfatizando justamente isso: Fashion Rio foi morno.
Em um texto conciso, Lílian explicou o que o evento se tornou: meramente comercial.
Vi relatos de jornalistas de moda, tanto no twitter quanto no facebook, de como foi difícil trabalhar no Píer Mauá. O grande motivo? A superlotação! Em um espaço dedicado à moda, informação, geração de conteúdo e empregos o que vimos foi uma disputa de egos. As pessoas estavam ali para se exibir, passear com a família, ver os artistas e ‘tietá-los’. Mas e a moda, onde é que fica? Uma grande jornalista um dia me disse: Moda é um trabalho como outro qualquer, que cada vez mais exige competência e habilidade real. Se você quer trabalhar com moda estude muito, mas se quer ser só estilosa fique em frente ao espelho e reflita sobre o que vai vestir! (Disse Evelyn Bonorino, em entrevista ao Guia de Estilos).
Foto: Reprodução/Arquivo

Aqui, o relato da própria Lílian Pacce: “São poucos os desfiles fortes, e ao que tudo indica existe pouco interesse em moda também do público, que parece estar mais interessado em badalar e ver o galã da novela das 8 (sempre foi assim, mas o exagero é impactante). Ajuda nessa impressão os showzinhos organizados por outro patrocinador, a Oi, em um palco de localização incômoda – entre a passagem pras salas e onde, teoricamente, ficariam os espectadores. Ou seja, confluência de gente com diferentes objetivos. A organização poderia repensar a presença dos patrocinadores no evento e definir melhor qual é a imagem que o line-up deve transmitir.”. Quer ler o post completo? Basta clicar aqui: Lilian Pacce

Assim como a Lílian, também montei um Ranking dos melhores desfiles:
(Divididos por dias de desfiles, não por ordem de importância).

- Acquastudio
- Maria Bonita Extra
- Giulia Borges
- British Colony
- Printing
- TNG
- Cantão
- Coca-Cola Clothing
- Ausländer
- Lucas Nascimento

Até que fui mais generosa que a Lílian Pacce... Ela só levou 06 grifes para o trono!

X.O.X.O


Show comments
Hide comments

3 comentários:

  1. Su, vim retribuir a visita e digo...muiiiito bom seu blog, excelente crítica! Com certeza será visita constante a partir de agora,rsrs!Bjusss

    ResponderExcluir
  2. Olá Suelem,vim até te comunicar que o LOLITA mudou de endereço, agora estou no wordpress, infelizmente minha conta no blogspot foi invadida e eu perdi o acesso.
    Aguardo sua visitinha!

    Beijinhos
    Lorena
    http://blogdalorenawibbeling.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  3. bom...vou falar por mim...apesar de toda aquela palhaçada sobre minha vida = caos, eu sou formada em moda, moro aqui em sp...e quase trabalho na area, me formei no sul e passei 5 anos trabalhando e estudando lá....vou te dizer que não importa onde for, pessoal de moda = briga de ego.
    cara, já perdi uns 2 empregos por ego...as pessoas ficam com medo de perderem seus cargos, com medo de vc aparecer mais do que ela....isso é fato!
    E com relação a falta de criatividade, eu acho que as semanas de moda brasileiras com muito, mas muito custo vão poder ser comparadas a alta costura internacional...e justamente por isso, nós acabamos pecando em fazer o comercial para a passarela...triste, mas é a realidade...o conceitual não vende, apesar dessa ser a idéia dele....vender a coleção, vender o seu conceito!
    Mas enfim né! hahahahahahahah
    bjinho amiga!!!

    ResponderExcluir