Jornalista, Empreendedora, Consultora de Moda, Workaholic. Aquela dos 30 e poucos. Libriana, Shopaholic, camaleoa, "marketeira". Apaixonada por moda, cultura e qualidade de vida!

15 setembro 2016

O CIRCO ESTÁ CHEGANDO AO MEIO DA SERRA

Foto: Reprodução
Está marcado para o próximo domingo, dia 18 de setembro, a partir das 13h o Projeto CIRCOlando na Praça da Estrada Velha Serra da Estrela, no bairro Meio da Serra. Realizado pela Xdaquestão em parceria com a Prefeitura Municipal de Petrópolis, o objetivo é, através da arte mambembe, levar conhecimento e diversão para crianças de todas as idades. A programação é gratuita.

O CIRCOlando promove diversas ações culturais  através das oficinas realizadas pelos artistas Fábio Branco, Léo Gaviole e Nathan Cardoso, tudo com o intuito de abrir os horizontes das crianças das comunidades para a possibilidade das artes como forma real de entretenimento e prática profissional futura.

Fábio Branco possui diversos cursos de Especialização em Artes Cênicas, além de cursos de mímica e expressão corporal. Iniciou de forma amadora a carreira em 1999 e em 2006, como profissional. Léo Gaviole é formado como Tecnólogo em Marketing e Técnico em Arte Dramática e cursa atualmente a Graduação em Pedagogia na UCP – Universidade Católica de Petrópolis. Atua como ator em festas e espetáculo. A trajetória começou aos 14 anos como amador e desde então nunca abandonou a arte. Dentre os principais espetáculos “Petrópolis – Uma Cidade Imperial” e “O Velório do Peixoto”.

Nathan Cardoso possui Curso Básico de Iniciação ao Teatro (2004) e Reciclagem Escola Nacional de Circo RJ/ Curso Enfermagem. É de família circense tradicional e iniciou as atividades 5 anos de idade e no teatro em 1998. Dentre algumas participações estão os espetáculos “500 anos de folia”, “Vidas Severinas”, “O Noviço”, “Petrópolis – Uma Cidade Imperial”, dentre outros. Na TV e no cinema atuou no filme Zoando Na TV e outros programas.

Foto: Reprodução
O projeto, que começou no início do mês de setembro, já visitou duas comunidades, Nogueira e Cascatinha, até o final, esse número completará 10 praças. Para participar é preciso realizar a inscrição através de uma ficha cadastral, em seguida é feita a abertura com a chegada dos atores e a apresentação dos projetos. A primeira oficina é a de Perna de Pau, em seguida, Show de Mágica, oficina de Malabares e Show de Palhaços.

Até 50 crianças podem participar de cada apresentação, a expectativa é que, até o final do projeto, esse número atinja 500 crianças da cidade. “As atrações do CIRCOlando são os nossos anseios atrelados à capacidade dos artistas e da experiência de cada um deles. O projeto é uma criação de muitas mãos e da nossa capacidade de usar o melhor que cada pessoa possui e pode oferecer para o próximo”, afirma Maurício Araújo, produtor.

Mais informações podem ser obtidas através dos telefones (24) 2231-9707, (24) 99955-2730 e (24) 98101-4558, no e-mail contato@xdaquestaoproducoes.com.br ou na Fanpage da Xdaquestão Produções https://www.facebook.com/XdaquestaoProducoes.

SERVIÇO
CIRCOlando Petrópolis – Conhecer, aprender e respeitar a arte
Meio da Serra - domingo, 18 de setembro de 2016
Carangola - domingo, 25 de setembro de 2016
Castelânea - domingo, 09 de outubro de 2016
Bonfim - domingo, 23 de outubro de 2016
São Sebastião - domingo, 13 de novembro de 2016
Secretário - domingo, 20 de novembro de 2016
Posse - domingo, 27 de novembro de 2016
Thouzet – domingo, 04 de dezembro de 2016

CRONOGRAMA
13h – Inscrição e Autorização de uso de imagem
Maurício Araújo - Produtor
Apresentação de ficha cadastral com todos os dados das crianças, autorização de uso de imagem por parte dos pais, verificação de alergias, contagem dos participantes e inclusão de pulseiras de identificação.

14hh – Abertura
Chegada dos atores, apresentação do projeto, explicação sobre as atividades, organização das crianças em grupos. Bate papo sobre o que é o circo, quando, como e de que forma surgiu. Apresentação da arte circense como herança cultural e familiar e como arte popular e de todo o cidadão.

14h15 – Oficina de perna de pau
Com uma brincadeira dos velhos tempos, o objetivo de se equilibrar numa perna de pau vai incentivar as crianças a superarem seus desafios. Essa atividade prazerosa ajuda na concentração e coordenação de movimentos, explorando novas habilidades como equilíbrio e percepção de espaço. Buscando resgatar uma brincadeira das gerações passadas, tem como objetivo de também despertar o interesse pela atividade física e mostrar pra criança que nem toda diversão vem do mundo eletrônico. Essa oficina propõe-se a resgatar a criança que brincava no quintal com atividades divertidas através da magia do Circo.

14h45 – Show de Mágica
Ilusionismo ou mágica é a arte de encenar truques que envolvem desaparecimentos e transformações utilizando objetos, animais e até mesmo pessoas. O mais antigo registro de uma apresentação de mágica está em um papiro egípcio escrito por volta de 2000 a.C, que conta sobre um mágico chamado Dedi, e relata seu desempenho diante da corte do faraó Kéops. No projeto aqui apresentado as mágicas serão realizadas por Nathan Cardoso e dentre as atividades vão estar aparição de objetos, utilização de lenços, argolas, bengalas, varinha mágica, truques realizados com o público, dentre outras mágicas clássicas, cômicas e ventriloquismo que vão agradar as crianças, público alvo das atividades, bem como os pais e responsáveis.

15h15 – Oficina de malabares
Mágica ou Técnica? O malabarismo pode ser definido como a arte de manipular objetos com agilidade e precisão. Estes objetos são itens que o artista usa para fazer o malabarismo, o qual pode ser feito com bolas, clavas, argolas, tochas, facas, serras, caixas, dentre outros.  A oficina de malabares tem como proposta de ensinar a técnica pra criança se sentir como mágico. Buscando iniciar os participantes à arte circense, a arte dos malabares será passada com muita interatividade e descontração. Ao confeccionar seu próprio malabar (bolinhas feita com balões de festa e painço) a criança aprenderá o passo a passo pra conseguir manipular as 3 bolinhas voando pelos ares. Essa proposta dela levar o malabar pra casa tem como objetivo incentivar a continuidade da prática. Estimulando a coordenação e concentração, cada participante terá uma experiência única de descobrir que pode fazer malabares com a implementação da técnica com persistência. Pensando na aplicação pedagógica da proposta, a técnica e persistência, podem ajudar na vida profissional e pessoal na busca de objetivos dos participantes.

15h45 – Show de palhaços
O objetivo é demonstrar a arte circense através de uma apresentação, projetando alegria para todas as idades. Sendo um show por meio de palavras, sorrisos, gestos, vão transportar o público ao mundo encantado do circo. A proposta em questão oferece um espetáculo variado de forma que os profissionais vão manter tradição circense com a arte "clownesque", misturando, graça, ingenuidade, malabarismo, músicas de domínio público e acrobacias.

16h15 - Finalização
Entrega de certificados de participação nas oficinas e convite para os próximos eventos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário